Carrinho de atualização

LojasvgSeu carrinho atualmente está vazio. Você pode visitar a nossa loja e começar a fazer compras.

Carregamento
svg
Aberto
svg0

Imprensa internacional destaca Ludmilla como um ícone LGBTQIAP+ após apresentação no Coachella

19 de abril de 20244 min de leitura

O  no último domingo (14) gerou repercussão internacional e foi amplamente celebrado como um marco para a visibilidade e aceitação da comunidade LGBTQIA+. Além da onda de apoio vinda de pessoas de diferentes países e culturas nas redes sociais, alguns veículos de imprensa estrangeiros destacaram esse gesto como um símbolo de progresso e inclusão, especialmente em um evento de grande escala, que tem uma audiência global.

Ludmilla é abertamente bissexual, tendo namorado uma de suas dançarinas de apoio, Brunna Gonçalves, antes de se casarem, há cinco anos, e o público no fim de semana passado foi presenteado com as duas beldades se beijando e dançando juntas no palco“, destacou o Vulture.

Já a Autostraddle, revista online independente voltada para mulheres lésbicas, bissexuais e queer, bem como pessoas não binárias e pessoas trans de todos os gêneros, celebrou o fato de Ludmilla e Brunna terem colocado o amor queer no centro das atenções do Coachella.

É um ato aberto de resistência, mas também uma compreensão de que as pessoas queer sempre estiveram na vanguarda do que há de novo, divertido e emocionante na música“, pontuou o site The Forty-Five, que publicou o vídeo com o beijo entre o casal, tal como o perfil everylesbianandtheirfashion, também voltado para o público feminino LGBTQIAP+.

A cantora Lauren Jauregui, ex-integrante do Fifth Harmony e assumidamente bissexual, lamentou não poder assistir ao show de Ludmilla presencialmente, mas também postou sobre o momento do casal em seu Twitter: “Eu estou curtindo esse vídeo da Ludmilla e sua esposa toda vez que ele aparece na minha timeline“.

O show teve outros momentos significativos para a comunidade LGBTQIAP+. Ao convidar Erika Hilton para gravar um vídeo interlude em inglês, onde a primeira deputada federal negra e trans eleita na história do Brasil rebate diversos tipos de preconceito como homofobia, transfobia, racismo, xenofobia e misoginia, além de celebrar as liberdades individuais, Ludmilla se posiciona mais uma vez como uma figura de destaque na luta pró-diversidade.

Além da apresentação ter sido introduzida por ninguém menos que Beyoncé, que gravou um áudio especialmente para a ocasião, o nome da maior artista afro-latina da atualidade teve um boom de buscas no Google Trends dos Estados Unidos por horas após o show.

Por isso é incrivelmente significativo o beijo entre Ludmilla e Brunna no palco do Coachella. Este gesto não apenas celebra o amor entre duas mulheres, mas também promove a aceitação da diversidade sexual em um espaço de grande visibilidade mundial. Esses momentos públicos de afeto e autenticidade são poderosos para todos que se identificam como parte da comunidade LGBTQIA+. Pois validam suas experiências e demonstram que o amor e a expressão não têm limites.

E o público do mundo inteiro poderá acompanhar novamente o #LUDchella, que já se tornou um marco monumental na carreira de Ludmilla. Neste domingo (21), a cantora sobe novamente ao palco principal do festival às 18h55 (horário de Brasília), com a transmissão pelo YouTube acontecendo às 23h55 (horário de Brasília).

Como você vota?

3 People voted this article. 3 Upvotes - 0 Downvotes.

Fabio Benedicto

Fábio Benedicto é um renomado fotógrafo, jornalista e editor chefe do portal de entretenimento POPITO. Com uma carreira sólida e de sucesso, Fábio se destacou no mundo da comunicação e da arte visual.

svg

O que você acha?

Mostrar comentários / Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Carregamento
svg