Carrinho de atualização

LojasvgSeu carrinho atualmente está vazio. Você pode visitar a nossa loja e começar a fazer compras.

Carregamento
svg
Aberto
svg0

MASP Escola oferece quatro cursos de Estudos Críticos em junho

20 de maio de 20249 min de leitura

As aulas abordam temas como pensamento social trans, música na ditadura, fotografia na África e Diáspora e retratos no museu

MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand apresenta, em junho de 2024, quatro cursos organizados pelo MASP Escola. As aulas propõem reflexões acerca da arte e do conhecimento trans na sociedade, a repressão e a resistência da música brasileira durante a ditadura militar, as marcas estéticas da fotografia africana e diaspórica e uma análise sobre o conjunto de retratos que compõem o acervo do MASP. Os cursos fazem parte do módulo de Estudos críticos, um espaço de debate sobre os encontros entre a arte e as questões sociopolíticas de relevância na atualidade. As aulas também transitam pelos ciclos temáticos do programa de exposições do museu.

Todos os cursos do MASP Escola oferecem bolsas de estudo e descontos para professores da rede pública em qualquer nível de ensino mediante processo seletivo, além de 15% de desconto para Amigo MASP.

Confira a programação completa:

Interpretações de Brasil em trânsito: arte e conhecimento trans reconfigurando o pensamento social

Com Lux Ferreira Lima

6.6 — 4.7.2024 | Quintas, 19h às 21h

Online (5 aulas)

O objetivo do curso é realizar um mergulho inicial em trabalhos artísticos e intelectuais de pensadores desobedientes de gênero que têm proporcionado análises contra-hegemônicas do Brasil, desenvolvendo o denominado “pensamento social trans.” Ao longo das aulas, serão observadas diferentes elaborações sobre a história e sociedade brasileiras, reconhecendo suas características centrais e o modo com que desafiam perspectivas canônicas do pensamento social. Ademais, serão consideradas os argumentos críticos e questionamentos que apresentam elementos que conformam, naturalizam, e banalizam a gramática nacional. Esse movimento permite interpretações das propostas de reimaginação e de reconfiguração elaboradas por tais pensadores – marcadas por um movimento não só de contraposição a, mas principalmente de extrapolação das formas e dos limites de enquadramento do “mundo como o conhecemos” (Mombaça, 2020). Por meio de um conteúdo fundamentado em epistemologias trans, pensamento negro radical, estudos decoloniais e com enfoque em uma seleção de trabalhos de artistas e pensadores, a abordagem central percorrerá os seguintes temas: estratégias de recusa das ficções de poder dominantes; forças fugitivas em resposta a matrizes de confinamento; monstruosidade e as armadilhas do humano; e modos de se armar e curar frente ao antropocentrismo colonial e suas atualizações.

Investimento:

Público geral 5X R$ 57,60

Amigo MASP 5X R$ 48,96

Inscrições aqui

Música na Ditadura: loucura, transgressão e repressão

Com Bento Araujo

5.6 — 10.7.2024 | Quartas, 19h às 21h

Online (6 aulas)

Apesar da Ditadura Militar, o período de 1964 a 1985 foi um dos mais instigantes da música brasileira. No curso será apresentada uma variada gama de artistas, obras fonográficas, reflexões e narrativas muitas vezes desconhecidas do grande público, ou ainda subvalorizadas em suas respectivas importâncias culturais. Por muito tempo, o que se ouvia e se estudava ao redor do mundo era a bossa nova e a MPB. Com o desejo de apresentar uma história alternativa da música brasileira, o curso analisa e contextualiza a importância de manifestações musicais como a Tropicália, o Clube da Esquina, o Samba Soul, o Black Rio, a Vanguarda Paulista, a psicodelia nordestina, entre outros. O curso propõe uma reflexão sobre as persistências do preconceito, da hegemonia e do consumo da música produzida no eixo anglo-saxão (cantada em inglês). Mediante diversas questões levantadas a partir do pensamento decolonial e da urgência quanto à memória e reparação, serão discutidas quais atitudes deve-se tomar para o enfrentamento dessas persistências e preconceitos com a música produzida no país.

Investimento:

Público geral 5X R$ 64,80

Amigo MASP 5X R$ 55,08

Inscrições aqui
Fotografia na África e Diáspora – Máscaras e Identidades

Com Mônica Cardim

4.6 — 9.7.2024 | Terças, 17h às 19h30

Online (6 aulas)

O curso propõe uma reflexão acerca das marcas estéticas e éticas africanas na fotografia realizada na África e na Diáspora, desde o século 19 até a contemporaneidade. Trata-se de analisar a história da fotografia negra considerando-a um diálogo entre as pessoas retratadas e as retratistas, ou segundo Peter Magubane, “uma ponte entre máscaras e identidades”. Parte-se da compreensão de que a fotografia é um instrumento de poder e o estúdio fotográfico é local de produção de conhecimento para discutir os usos feitos pelo ativista Frederick Douglass, o pai de santo Juca Rosa, a retratista Mama Casset, o fotojornalista Peter Magubane, o artista visual Eustáquio Neves, entre outros agentes históricos.

Investimento:

Público geral 5X R$ 64,80

Amigo MASP 5X R$ 55,08

Inscrições aqui

Retratos de um museu: representação e representatividade

Com Carlos Eduardo Riccioppo

23.5 — 20.6.2024 | Quintas, 19h às 21h

Online, com última aula presencial (5 aulas)

Parte das obras que formam o acervo do MASP são retratos adquiridos por conta de um acaso: o Pós-Guerra, quando algumas tantas famílias europeias colocaram suas coleções à venda. Isto explica, em parte, a sensação de circular pelo Museu como se fosse olhado por outros tempos, com seus compromissos de classe, seus modelos de gênero e seus tipos. Mas e se aquelas obras pudessem ser encaradas mais de frente, por trás da quietude de suas poses e da imponência de suas vestes e acessórios? Uma das mais promissoras experiências do museu na modernidade diz respeito ao corpo-a-corpo do público as obras expostas: quem são aquelas pessoas? Por que tão diferentes? O que faz delas dignas de estarem ali representadas? Tomando a vocação des-hierarquizante do modo como o acervo do MASP se oferece aos visitantes, com todas as obras expostas ao mesmo tempo para a vista, o curso pretende indagar os modelos de feminilidade, masculinidade e infância que se acumulam nos cavaletes, abrindo caminho para uma análise das condições sociais escondidas nos retratos do Museu.

Investimento:

Público geral 5X R$ 64,80

Amigo MASP 5X R$ 55,08

Inscrições aqui

A matrícula pode ser feita de maneira independente em cada um dos cursos. As aulas serão ministradas por meio de uma plataforma de ensino ao vivo e o link será compartilhado com os participantes após a inscrição. Os cursos serão gravados e cada aula ficará disponível aos alunos durante cinco dias após a realização da mesma. Os certificados de todos os cursos serão emitidos para aqueles que completarem 75% de presença.

How do you vote?

2 People voted this article. 2 Upvotes - 0 Downvotes.

Fabio Benedicto

Fábio Benedicto é um renomado fotógrafo, jornalista e editor chefe do portal de entretenimento POPITO. Com uma carreira sólida e de sucesso, Fábio se destacou no mundo da comunicação e da arte visual.

svg

O que você acha?

Mostrar comentários / Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Carregamento
svg